Eu não sento que nem homem. Eu sento que nem gente.

Gente, que ano é hoje? Cada dia que passa, eu acordo de manhã pensando que voltamos no tempo, que estamos de volta aos anos, sei lá, anos 20 ou mesmo de volta aos tempos medievais. Eu vejo na TV e nos jornais e na internet notícias que corroboram com a minha impressão. Veja bem, eu me considero uma pessoa de sorte porque fui criada num seio familiar extremamente esclarecido e, digamos, moderno. Moderno porque desde muito nova eu só tive bons exemplos de convivência humana. O que eu quero dizer com isso? Simples. Na minha casa, as empregadas domésticas (todas negras ou pardas) raramente chamavam meus pais de “Dona Roseanna” ou “Seu Créso”. Era sempre pelo 1o nome. Além disso, elas eram sempre convidadas para sentar à mesa conosco durante as refeições. Esse é apenas um exemplo. Desde pequena eu soube que meu tio era gay. E isso nunca foi um big deal. Eu acredito que, com isso, meu comportamento foi moldado com tolerância e igualdade.

Eu entendo que, num país como o Brasil, onde a grande maioria da população de baixa renda é negra, as pessoas colocaram no corpo uma armadura de preconceito generalizando que, todo negro é bandido. Eu jamais coloquei essa armadura. Talvez por isso eu tenha sido assaltada tantas vezes mais do que meus amigos. Porque eu não automaticamente assumia que aquele cara negro e mal vestido andando perto de mim tinha a intenção de me assaltar. Mas aí é que a coisa muda de figura pois, se me lembro bem, MUITAS das vezes que fui assaltada, os meliantes eram branquinhos. Uma vez foi uma cara louro de olho claro, que roubou meu mp3 player. E agora? Seria isso a desconstrução do preconceito?

Mas veja bem, meu ponto principal nem é esse. É claro que o preconceito em geral é nojento, seja por cor da pele (que eu me recuso a chamar de raça por que, gente, por favor, nossa raça é a humana e quem pensa diferente pode ir brincar no parquinho com Adolf), credo, opção sexual (outra expressão que me incomoda bastante porque, né, não é bem opcional, mas oh well), identidade de gênero (hello, 2014 gente, gênero binário está no passado) e gênero biológico.

Porém, eu acredito que role uma catarse na vida de algumas pessoas em determinado momento que faz com que seus olhos se abram. Infelizmente essa catarse ainda é um privilégio de poucos. Especialmente no que diz respeito ao machismo, sexismo e misoginia. E é alarmante como essa cultura do machismo está araigada no nosso dia a dia. Mesmo nas coisas mais simples, mais sem importancia. Por exemplo, dia desses numa loja aqui perto de casa eu vi um protetor de ouvidos em promoção. Era azul e dizia na embalagem: “Protetor de ouvidos masculino.”. Ao lado desse produto, tinha um IGUALZINHO. A mesmíssima coisa, mas era rosa. E na embalagem, dizia: “Protetor de ouvidos feminino.” Eu vi aquilo e pensei: “Mas gente, é a mesma coisa!”.

header

Outro exemplo: O irmão da Lea recentemente descobriu que vai ser papai. Estavamos conversando sobre a feliz notícia e perguntamos se eles vão querer saber o gênero biológico do bebê antes do nascimento e a mãe da criança, prontamente, disse: “Mas é claro! Precisamos saber pra poder escolher a cor do quarto.”. Oi?

Eu sei que, na sociedade que vivemos hoje em dia, isso tudo é muito normal mas, gente, não é normal não! Um menino pode vestir rosa SIM e ele não vai ser menos menino por isso. Bem como uma menina pode vestir azul e ser mega feminina. Os brinquedos com os quais eles brincam não vão moldar a personalidade deles. Eu já vi pais dizendo que quarto de menino tem que ser azul porque rosa é cor de menina. E na mesma conversa, eles dizem que video-games não influenciam uma criança no que diz respeito a violência como muita gente pensa. Ora, você não está sendo coerente, amiguinho! Se um video-game ultra violento não vai fazer com que o seu filho(a) seja uma pessoa violenta, por que diabos a cor preferida dele(a) vai fazer com que ele(a) seja mais ou menos feminino(a) ou masculino(a)? A lógica é a mesma, gente!

Outro dia eu vi no Facebook um post sobre “arroz de churrasqueira”, que até se tornou meio viral porque era uma ideia muito imbecil de cozinhar arroz dentro de uma garrafa pet. Mas o que chamou minha atenção foram os comentários de muitos amigos meus dizendo como “isso só podia ser ideia de mulher mesmo”.

Eu mesma sofri muito na minha infância e adolescência com brados vindos dos meus amiguinhos e até mesmo de pessoas menos esclarecidas da família dizendo: “Você precisa colocar um vestidinho!” ou “Você cruza as pernas que nem homem!” e coisas desse tipo.

A sociedade brasileira ainda é extremamente sexista, machista e misógina. A masculinidade construída socialmente sente-se ameaçada diariamente pelas pequenas vitórias das mulheres. Pequenas porque sabe-se bem que ainda há muita estrada pela frente.

Por isso que eu sempre digo que a sociedade precisa de mais feministas. Porque em pleno 2014 menos da metade dos casos de violência doméstica são denunciados para a polícia. Porque as mulheres ainda ganham consideravelmente menos que os homens mesmo estando exercendo a mesma função. Porque mulheres que se relacionam com muitas pessoas ainda são chamadas de “piranhas” ou “safadas” ou “fáceis” mas homens que saem com muitas pessoas são pegadores, garnahões. Porque músicas como “Blurred Lines” ainda ficam no topo  das paradas musicais. Porque mulheres que não querem casar ou ter filhos ainda são consideradas fracassadas ou “ficaram pra titia”. Porque a ideia de que as mulheres precisam ficar em casa pra cuidar da casa e dos filhos ainda é predominante. Porque homens que cuidam do próprio corpo ou da própria casa ainda são chamados de viadinhos. Porque homens que decidem ser bailarinos ou cabeleireiros ou estilistas ainda são motivo de chacota.

A sociedade precisa de mais feminismo porque a maioria das pessoas ainda não entendeu que lugar de mulher não é no tanque, mas onde ela quiser estar. E lugar de homem não é na estiva, é onde ele quiser estar.

Eu espero que um dia o mundo perceba que a água potável está acabando, a poluição está destruindo a natureza e a atmosfera, e pare de se preocupar com a cor que uma pessoa escolhe como sua preferida ou o brinquedo que uma criança escolhe para brincar. Um mundo com menos “coisa de mulher” ou “coisa de homem” e mais “coisa de gente”.

Mas é aquilo, em terra de machistas, mulher que tem opinião é fancha.

Advertisements

Brasil, que vergonha!

Não vou dar bom dia porque falo logo que o dia no tá nada bom.

Acordar com uma notícia dessas é de deixar qualquer um P da vida:

Screen shot 2013-03-07 at 16.48.23

Em primeiro lugar, quero ressaltar que, o fato de eu não morar mais no Brasil, não significa que eu deixei de me informar e principalmente me preocupar (e me enojar) com o que acontece no meu país.

Pois bem, esse infeliz que foi escolhido como presidente da Comissão de Direitos Humanos do Brasil tinha que estar na cadeia.

Racista, homofóbico, oportunista e safado são os adjetivos mais simples que podem ser dados a este senhor.

Em 2011, através da sua conta no Twitter, esse pulha disse que os africanos são um povo amaldiçoado, dizendo inclusive que essa maldição é o que causa doenças como AIDIS e Ebola.

Alem disso, ainda no Twitter, disse que “a podridão dos sentimentos dos homoafetivos levam ao ódio, ao crime e à rejeição”. Ou seja, SENTIMENTOS levam ao ódio, ao crime a a rejeição.

Ser um completo imbecil não leva a nada disso. Imagina…

Como deputado pelo PSC (Partido Social Cristão), ele usou a Câmara para tentar divulgar “tratamentos para a cura gay”.

Não faz o menor sentido que uma pessoa que prega o ódio e a intolerância, seja responsável por um cargo tão importante. Me digam, como será possível que esse senhor traga qualquer avanço no que diz respeito a direitos humanos para no Brasil, quando sua propria existência é um exemplo de retrocesso nesse sentido?

578225_260769464058761_1494715748_n

Esse tipo de coisa muito me entristece. Esse cara e Bolsonaros da vida e Sarneys e etc, todos lá em cima, cheios de poder pra fazer o que bem entenderem com o Brasil me deixa muito enojada. E não adianta fazer abaixo assinado e campanha e passeata nem nada disso. Eles não estão nem ai, não ligam a mínima para o que o povo acha ou o que o povo quer.

Uma simples chuva de verão, que acontece TODO ANO NA MESMA ÉPOCA matou 4 pessoas e parou a cidade do Rio de Janeiro. E daqui a 4 anos os mesmos ativistas de Facebook que estão reclamando, vão pras urnas votar no Eduardo Paes de novo. Não entra na minha cabeça, um pais se preparando para 4 eventos gigantescos, apresentando esse tipo de notícia na mídia todos os dias. Pessoas morrendo por causa de enchente a gente vê no interior da Indonésia, pais sem a menor estrutura de porcaria nenhuma, não na cidade sede das próximas Olimpíadas e Para olimpíadas de verão. E principalmente, não por causa de um problema que já é conhecido e tem data e hora pra chegar todos os anos.

196470_200241323434302_1810164468_n

De qualquer forma, esse post foi mais um desabafo mesmo. To triste, to com vergonha e sem saber explicar pra quem me pergunta, como é que a cidade olímpica para completamente por causa de um fenômeno que acontece todo ano e por que, no Brasil, um racista e homofóbico é responsável por direitos humanos, coisa que ele nem sabe de fato o que é.

Não vou nem puxar o assunto do Sarney ser presidente do Senado porque, né?

Boa sorte, Brasil.

Música: Avril Lavigne – What The Hell

Eu sempre curti o som da Avril. O disco Let Go! e o Under My Skin são muito legais!! As músicas me agradam em sua maioria, considero discos realmente bons! Punkzinho bem mulherzinha no 1o e uma tentativa de “undergroudizar” no 2o, mas com propostas válidas.

Avril Lavigne - Let Go!

Avril Lavigne - Under My Skin

Aí ela mandou aquela bomba que foi o 3o cd, o Best Damn Thing com aquele desastre que é Girlfriend!! Acho que só tem duas músicas boas lá… Que medo… Ela me sai de uma fase dark-underground-olha-como-a-minha-música-é-séria-e-como-eu-tenho-atitude pra pintar o cabelo de cor de rosa e dizer nas músicas que odeia quando o cara não abre a porta do carro pra ela ou quando ele não paga a conta?? BITCH PLEASE!

Avril Lavigne - Best Damn Thing

Enfim, como águas passadas não movem moinhos, dona Avril continuou seguindo a vida, casou-se, divorciou-se e num primeiro momento pareceu que isso deu um jeito na cabecinha dela pq ela nos presenteou com Alice, que é uma excelente canção, mesmo com os rompantes de Alanis Morissette.

Avril Lavigne - Alice

Enfim, a gente achou que estava tudo bem, ela tirou os fios rosas e tal… Mas a supresa foi grande quando essa linda divulgou sua nova música de trabalho, chamada “What The Hell”, parte do novo disco que se chamará Goodbye Lullaby. First things first: Para ouvir você vede acessar o Facebook da linda e dar um “Like”. Automaticamente a música se disponibiliza pra vc ouvir.

Clique em http://listn.to/avrillavigne para ir lá.

E a questão que fica é a seguinte: ALGUÉM PODE ME EXPLICAR  O QUE DIABOS É ISSO???

Fico aguardando a resposta.

Enquanto espero, deixo aqui pra vocês o vídeo de Mobile, música foférrima do 1o disco, que foi gravado naqueeeeeeela época, mas aparentemente “vazou” agora.

Divirtam-se coma época que ainda era bacana:

Da arte de criar nomes escrotos.

Resolvi fazer um post breve e sem imagens sobre uma coisinha que me deixa com a pulga atrás da orelha…
.
Porque se você tem uma banda e quer que ela faça sucesso, você tem que seguir alguns simples passos.
.
Você vai precisar de:
– Franjas encebadas
– Cabelos mal arrumados na altura dos ombros
– Cara de homossexual passivo
– Pouca criatividade
– Uma teroura sem ponta
Não esqueça de sempre pedir a supervisão de um adulto.
.
Isso porque depois de uma pesquisa bem simples, cheguei a conclusão que 80% das bandas que fazem sucesso hoje entre a molecada tem os nomes e as caras mais sem noção do mundo!! (isso sem mencionar a qualidade musical, mas eu sou suspeita pra falar)
.
Para pra pensar amg leitor. Na maioria são banda com três ou mais palavras no nome, uma sem a menor conexão com a outra. Me faz achar que existe uma grande máquina, a RANDOM BAND NAME GENERATOR. Tanto que no final das contas, uma toca e você já acha que é a outra…
.
Vamos lá (notem que os nomes das bandas estão com seus devidos links para a Wikipedia ou pro MySpace, provanto que elas de fato existem):
.
BOYS LIKE GIRLS (meninos gostam de meninas ou meninos como meninas?)
GIRLS GET ALL THE ACTION (porque vocês são todos passivos)
ALL TIME LOW (and up and low and up…)
THE FRIDAY NIGHT BOYS (é o novo michê)
THE ACADEMY IS… (…crap)
CUTE IS WHAT WE AIM FOR (pqp essa é demás)
LESS THAN JAKE (coitado desse jake…)
JIMMY EAT WORLD (gulosa)
3Oh!3 (sem comedntários)
FORGIVE DURDEN (Tyler Durden????)
.
Eu assumo que curto algumas dessas bandas, mas não me julguem. Eu sei que quando a noite cai e ninguem pode te ver, você coloca o ultimo cd da Miley cyrus pra tocar.

Agora sim!!!

Notícia de hoje, na Globo.com :

“Mirella Santos faz cirurgia para troca de silicone e tira foto na sala de operação.”

Mirella

Galvão, filma eu!!!

Quando você pensa que já viu de tudo…

Notícia completa aqui.

Nota: Pessoal, eu sei que ando meio omissa aqui no blog, mas estou preparando uns posts bem da hora pra vocês ok?? Obrigada por continuarem me visitando mesmo sem atualizações!!!

Cariocas…

– Cariocas não gostam de dias nublados;

– Cariocas amam praia;

– Cariocas sabem dançar samba;

– Cariocas contam os dias pra chegar o carnaval…

SOCORRO, AMIGOS!! ESTOU TENDO UMA CRISE DE IDENTIDADE!!!

Vou ali vomitar, e já volto.
Viva o estereótipo.

Sorry my ass!!!!!

Aí você tá namorando ou tá casado(a). Pinta aquele(a) gatinho(a), rola um clima e vocês se pegam. E isso acontece de novo. E de novo. E de novo.
Vocé É um(a) filho(a) da puta. Isso é indiscutível.
Agora, a quem você acha que deve desculpas, caso seja pego(a)?? Quem é a pessoa que você pensa ser a mais, ou melhor, a única interessada em ouvir que você sente muito, que sabe que errou, caso esteja mesmo arrependido(a)?
Ahhh… Se você respondeu “meu conjuge”, eu concordo plenamente com você. Mas infelizmente, amigo(a), nós somos dois dos poucos que pensam dessa forma.
Tiger Woods

"I am so sorry."

Não reconheceu o moço da foto? Esse é Tiger Woods, o maior golfista que já houve, e o esportista mais bem pago do mundo. Essa semana ele deu uma entrevista coletiva na Flórida, para se desculpar ao mundo por ter traído a esposa dele com diversas modelos. A história culminou ano passado com um acidente de carro, que segundo boatos da época, teria acontecido devido a uma briga conjugal que aconteceu pois a esposa descobriu a traição. O golfista negou na época todos os boatos.
Tiger Woods

Carro do golfista Tiger Woods

Mesmo assim, a coisa ficou feia pra ele. Os affairs acabaram vindo a público e isso fez com que ele fosse banido do esporte e perdido a grande maioria de seus milionários patrocínios. Além disso, ele assumiu publicamente que estaria tratando-se numa clinica para pessoas viciadas em sexo.
De nada adiantou. A imagem do esportista continuava extremamente mal vista naquele país (E.U.A.) e o que restou ao homem, foi se trabalhar no Bill Clinton e chamar uma coletiva de imprensa, mas no caso dele, foi pra dizer “i did have sexual relationships with that woman”.
Clinton

"I did not have sexual relationships with that woman."

Ou seja, a coisa toda é um completo absurdo. O cara é um canalha, ok. Mas o que diabos a imprensa internacional tem a ver com isso?? O que o público e o pessoal do espeorte tem a ver com isso? NADA. Se ele corneou a esposa, isso diz respeito aos dois apenas, e não ao resto do mundo.
Mas infelizmente ele é americano, e americano é um povo retrógrado, moralista e preconceituoso. A vida sexual dos candidatos à presidência faz diferença pros eleitores de lá. E chega ao ponto de um espoertista brilhante como Tiger Woods ter que se humilhar diante do mundo inteiro num pedido de desculpas que ele deveria estar fazendo apenas à sua mulher.
Se eu fosse ela, iria querer enfiar minha cabeça num buraco, pq além de saber que sou corna, saber que O MUNDO TODO sabe disso, é absurdo demais. FATO.
E além disso, o absurdo ainda aumenta, pois a imprensa foi atrás das modelos com quem ele corneou a esposa, pra acompanhar ao vivo elas assistindo à entrevista, e “captar a epoção ao vivo”. Coisas que só acontecem na América.
Realiza a Luana Piovani ou o Andrucha chamando coletiva de imprensa pra pedirem desculpas por terem traído seus conjuges?! Lolo só de pensar.

Foi mal, Rodrigo!!!

Enfim, se você estiver de malas prontas para a terra do Tio Sam, tome cuidado com suas puladas de cerca! Dicona!!!!